02 janeiro 2011

Camadas

3 comentários:
Sempre que passo por fases na minha vida, sejam elas extraordinárias ou catastróficas eu tenho a estranha mania de querer mudar a  minha aparência e deixa-lá o mais diferente possível de antes... (sofre então, muito meu o cabelo). 

É como se fosse uma forma de esquecer e começar novamente, de enxergar uma outra de mim e pensar: "aquela já foi, agora sou outra". Bobeira minha, de querer exteriorizar o que eu sinto.  Porque na verdade, sabe-se que nada realmente muda, se não transformar, o que estiver do lado de dentro.